Saltar para o conteúdo

33 legumes que começam por C (de cenouras a crucíferas!)

33 legumes que começam por C (de cenouras a crucíferos!)

Sharing is caring!

A equipa C: Bem-vindos ao mundo dos C-veggies! 

Quer pretenda ganhar o jogo de adivinhação ou queira aprender alguns factos interessantes sobre os vegetais C, há algo para todos neste divertido guia de legumes que começam por C! 

1. Cenouras

Cenouras cor de laranja em metal riscado

Tenho a certeza de que a maioria de vós não sabia que as cenouras não são apenas cor de laranja, mas que existem numa variedade de cores como o roxo, o amarelo, o branco e o vermelho. Cada cor tem o seu próprio sabor único.

Bem, cenouras não são apenas coloridos, mas também benéficos para a nossa saúde. São uma óptima fonte de beta-caroteno, que é convertido em vitamina A no fígado.

SABIA QUE? Originalmente, as cenouras eram roxas e eram cultivadas no atual Afeganistão. Só no século XVI é que as cenouras cor de laranja foram desenvolvidas nos Países Baixos.

2. Couve-flor 

A couve-flor é um membro de a família Brassicaceae como os brócolos e a couve. Este vegetal crucífero é uma óptima fonte de vitamina C, tem poucas calorias e é rico em fibras. 

Não sei quanto a si, mas eu apercebi-me que a couve-flor é um ótimo substituto do arroz e do puré de batata, por isso tem um lugar especial na minha cozinha.

3. Couve frisada

Folhas frescas de couve frisada verde numa tábua de cortar sobre uma mesa de madeira

A couve frisada é utilizada na culinária há séculos, nomeadamente na cozinha europeia. É um ingrediente básico em pratos como o colcannon irlandês e a sopa minestrone italiana

Em geral, o sabor da couve pode ser descrita como forte, amarga e terrosa, mas a couve frisada é o tipo mais amargo.

A couve frisada é um vegetal rico em nutrientes, rico em vitaminas A, C e K, bem como em minerais como o cálcio e o potássio.

4. Alface (alface de caule)

Embora a alface seja frequentemente referida como um tipo de alface, é de facto diferente da alface comum (Lactuca sativa). 

As folhas da alface são mais pequenas e mais amargas do que as da alface comum. Assim, a maior diferença é que a alface é cultivada pelo seu caule espesso e comestível em vez das suas folhas. 

5. Milho

SABIA QUE? O milho pode ser considerado um grão ou um legume, consoante a altura em que é colhido.

De facto, o milho é a maior cultura cultivada nos Estados Unidos e é utilizado para uma vasta gama de produtos, desde alimentos e rações a combustíveis e materiais industriais. 

Um dos mais populares é o amido de milho, que é produzido a partir do endosperma do grão de milho, e há muitas razões para isso porque é que as pessoas comem amido de milho.

6. Pepino

Mini pepinos biológicos crus para bebés

Os pepinos são cultivados há milhares de anos e têm uma história rica. Eram originalmente cultivados na Índia e foram levados para outras partes do mundo por comerciantes e exploradores. 

Os pepinos têm poucas calorias e um elevado teor de águao que os torna uma óptima escolha para quem procura manter uma dieta saudável. Também são uma boa fonte de vitamina C e de antioxidantes.

SABIA QUE? Os pepinos são água 95%! Por esse motivo, são muito sensíveis às baixas temperaturas, pelo que refrigeração de pepinos não é a melhor solução.

7. Aipo

Este legume estaladiço é normalmente utilizado em sopas e guisados. É uma boa fonte de vitamina K e é conhecido por ser um lanche de baixas calorias.

SABIA QUE? O aipo foi originalmente cultivado para fins medicinais na região mediterrânica e era utilizado para tratar uma variedade de doenças. Só no século XIX é que o aipo se tornou popular como alimento nos Estados Unidos e na Europa.

8. Acelga

A acelga é um vegetal de folha verde rico em vitaminas A e C. Existe numa variedade de cores, incluindo vermelho, branco, laranja e amarelo. 

Ao contrário de muitas outras verduras de folha, a acelga tem caules grossos e comestíveis que podem ser cozinhados e comidos como folhas. Os caules são ligeiramente mais doces do que as folhas e têm uma textura estaladiça.

9. Couves-galegas

Couve orgânica verde crua pronta a cozinhar

As couves-galegas são um legume básico na cozinha do Sul e são cozinhadas com carnes fumadas, bacon ou jarretes de presunto. 

Este vegetal de folha verde tem uma longa história na cultura afro-americanaA carne de vaca é utilizada em pratos tradicionais como o Hoppin' John, as couves e o pão de milho. 

10. Couve

A couve é baixa em calorias e rica em fibras. É também uma boa fonte de vitaminas C e K, bem como de minerais como o potássio e o cálcio.

SABIA QUE? A couve era um alimento básico na Roma e na Grécia antigas e foi trazida para a América do Norte pelos colonos europeus no século XVI.

11. Tomate-cereja

Os tomates-cereja são uma variedade pequena e doce de tomates que são popularmente utilizados em saladas ou como petisco. Os tomates-cereja são uma boa fonte de antioxidantes e existem numa variedade de cores, incluindo vermelho, amarelo, preto e verde.

SABIA QUE? Os tomates-cereja podem ser do tamanho de uma ervilha ou do tamanho de uma bola de golfe. 

12. Couve chinesa

Sortido de baby bok choy (couve chinesa) crua, inteira e cortada, sobre fundo de madeira antiga.

Também conhecida como bok choy, a couve chinesa é um ingrediente básico em pratos tradicionais como o hot pot chinês e o kimchi coreano. 

A couve chinesa é baixa em calorias e rica em fibras, e tem sido associada a uma número de prestações de saúde. Reduz a inflamação, reforça a saúde imunitária e até diminui o risco de certos tipos de cancro.

13. Aipo

O aipo-rábano é um vegetal de raiz que é utilizado principalmente em sopas e guisados. Tem um sabor suave a nozes e uma textura firme e densa. 

O aipo-rábano era um ingrediente popular na cozinha grega e romana antiga e foi mais tarde introduzido noutras partes da Europa. 

SABIA QUE? O aipo-rábano é mencionado na Ilíada e na Odisseia como selinão

14. Rebentos de feijão mungo chineses

Os rebentos de feijão-mungo chineses são rebentos feitos de feijão-mungo. São um dos vegetais mais populares na cozinha chinesa e de Taiwan. 

Os rebentos de feijão mungo chineses têm uma textura estaladiça e um sabor ligeiramente doce, por isso, são utilizados em combinação com outros vegetais e todo o tipo de proteínas (desde a carne de vaca à de frango). 

15. Brócolos chineses

Brócolos chineses ou couve chinesa numa tábua de madeira

Os brócolos chineses são um legume C popular na cozinha chinesa, particularmente em salteados e sopas. Tem um sabor ligeiramente amargo e uma textura estaladiça. Os brócolos chineses são benéficos para a nossa saúde porque contém quantidades elevadas de vitaminas e minerais essenciais. 

SABIA QUE? Os brócolos chineses são também conhecidos como gai lan, kai-lan, ou couve chinesa. 

16. Cebolas Cipollini

"Cipollini" é uma palavra italiana que se traduz por "cebola pequena" em inglês. Como o nome sugere, as cebolas cipollini são mais pequenas do que as cebolas normais e têm uma forma achatada. 

São um ingrediente popular na cozinha italiana e mediterrânica, onde são caramelizadas ou assadas para realçar a sua doçura natural.

17. Chufa

A chufa é um vegetal de raiz que produz amendoins. Tem um sabor doce e a nozes e é extremamente popular na região de Valência, em Espanha. A chufa é sobretudo utilizada para fazer horchata, uma bebida popular feita de chufa moída.

SABIA QUE? A chufa é também conhecida como noz-tigre devido à sua textura estriada.

18. Mandioca

mandioca e farinha de mandioca sobre um fundo de madeira rústica

NOTA: Nunca consuma mandioca crua porque contém formas naturais de cianeto que podem ser altamente venenosas. A maioria dos seus componentes tóxicos é destruída pela fervura. 

A mandioca, também conhecida como yuca, é uma raiz vegetal rica em amido que é um ingrediente essencial em muitas cozinhas das Caraíbas e da América Latina. A mandioca é pobre em gordura e proteínas, mas rica em hidratos de carbono, o que a torna uma óptima fonte de energia. 

Este vegetal de raiz tem sido associado a uma série de potenciais benefícios para a saúde. Eis alguns deles: a mandioca melhora a função imunitária, apoia a gestão do açúcar no sangue e aumenta a produção de colagénio. 

19. Abóbora Cocozelle

A abóbora Cocozelle (abobrinha cocozelle) tem riscas verdes finas, claras e escuras. A abóbora Cocozelle é um ingrediente popular na cozinha italiana e é utilizado em pratos tradicionais como a sopa minestrone e a massa primavera. 

SABIA QUE? A abóbora Cocozelle está disponível desde 1885.

20. Agrião 

O agrião é um vegetal de folha verde com um sabor apimentado e ligeiramente amargo que é frequentemente utilizado como guarnição ou adicionado a saladas e sanduíches. É também utilizada em molhos e temperos, nomeadamente na cozinha francesa.

O agrião tem poucas calorias e é uma boa fonte de vitaminas e minerais, especialmente vitamina C, e potássio.

21. Cebolinho

cebolinho numa tábua de madeira

O cebolinho é um vegetal verde muito apreciado em muitas cozinhas, nomeadamente francesa e asiática. Têm um sabor suave, semelhante ao da cebola e pode ser utilizado fresco ou seco numa grande variedade de pratos (desde sopas e guisados a saladas e sandes). 

SABIA QUE? O cebolinho é uma planta popular entre os polinizadores, como as abelhas e as borboletas, pois produz flores atractivas e ricas em néctar.

22. Cornichons

Os Cornichons são um tipo de pickles pequenos e azedos que são normalmente utilizados como aperitivos. São originárias da Índia e foram integradas na cozinha francesa nos anos 1700, onde são frequentemente servidas com paté ou queijo. 

Os Cornichons ajudam a melhorar a construção muscular, controlam a pressão arterial, ajudam a digestão e aumentam o crescimento ósseo.

23. Crithmum maritimum

Também conhecido como salicórnia e funcho-do-mar, este vegetal de folhas tem um sabor único, semelhante ao do funcho e do aipo. Pode ser utilizado em saladas ou como tempero para pratos de peixe.

SABIA QUE? O Crithmum tem uma longa história de utilização na cozinha mediterrânica e era um ingrediente popular na cozinha romana. Era também utilizado pelos marinheiros para prevenir o escorbuto durante as longas viagens marítimas, devido ao seu elevado teor de vitamina C.

Ver também: 27 legumes que começam por P (da batata à ervilha!)

24. Cleome gynandra

Cleome gynandra ou couve-africana (1)

Cleome gynandra é uma espécie de Cleome utilizada como vegetal verde em saladas ou como guarnição. Também é conhecida como couve africana, couve Shona, spiderwisp, bigodes de gato, entre outros. 

SABIA QUE? O Cleome é uma planta essencial em muitos ecossistemas, uma vez que fornece alimento e habitat a uma variedade de insectos e animais.

25. Cardo

O cardo é um membro da família do cardo e tem um sabor semelhante ao da alcachofra. É popularmente utilizado na cozinha mediterrânica, especialmente em pratos como guisados, sopas e gratinados. 

SABIA QUE? Para além das suas utilizações culinárias e medicinais, o cardo também tem sido utilizado nos têxteis tradicionais. As fibras dos caules da planta eram utilizadas para fabricar papel, cordas e têxteis em partes da Europa e da Ásia.

26. Escarola encaracolada

A endívia encaracolada é uma folha verde muito utilizada em saladas e sanduíches. Também é utilizada em sopas, guisados e salteados.

SABIA QUE? Nos Países Baixos, as endívias encaracoladas são um ingrediente popular num prato tradicional chamado stamppot, que é feito de puré de batata com legumes. Este prato é considerado a comida de conforto dos Países Baixos.

27. Chicória

Raiz de chicória e flores de chicória, erva daninha

A chicória é uma folha verde utilizada em saladas. Em algumas partes do mundo, a chicória é utilizada como substituto do café porque tem um sabor semelhante, mas não contém cafeína.

A chicória é uma fonte rica em beta-caroteno e em minerais essenciais como o magnésio, o potássio e o cálcio. A chicória tem muitos benefícios para a saúde

28. Quiabo chinês

O quiabo chinês, também conhecido como luffa angular ou cabaça angular, é um vegetal verde com poucas calorias e uma excelente fonte de vitaminas e minerais. 

Em termos de utilizações culinárias, o sabor suave e ligeiramente adocicado do quiabo chinês e a sua textura estaladiça fazem dele um ingrediente versátil em vários pratos, como salteados, sopas e guisados.

29. Verduras de crisântemo

As folhas verdes de crisântemo são uma folha verde muito associada à cozinha chinesa e coreana. As verduras crisântemo têm este nome devido às suas folhas, que se assemelham às pétalas de uma flor de crisântemo.

SABIA QUE? Na cultura chinesa, as folhas de crisântemo estão frequentemente associadas à longevidade e são por vezes referidas como "folhas da longevidade".

30. Grão-de-bico 

grão-de-bico seco num frasco de vidro com ervas aromáticas e especiarias numa mesa branca

O grão-de-bico, também conhecido como feijão garbanzo, é uma leguminosa frequentemente utilizada na cozinha mediterrânica. São uma boa fonte de proteínas e fibras e um ótimo substituto para o feijão preto.

O grão-de-bico pode ser preparado de várias formas, desde assado e cozido até moído em farinha. Também pode ser utilizado como substituto da carne em pratos vegetarianos e veganos.

31. Chaya

NOTA: Nunca consumir Chaya crua porque contém formas naturais de cianeto que podem ser altamente venenosas. A maior parte dos seus componentes tóxicos são destruídos pela fervura. 

A chaya é um vegetal de folha verde não muito conhecido que cresce em regiões tropicais secas. A chaya também é conhecida como chaya col, espinafre de árvore, kikilchay e chaykeken. A chaya é uma boa fonte de vitaminas, proteínas, cálcio e ferro. 

32. Espinafres do Ceilão

Eis algo que provavelmente não sabias: O espinafre do Ceilão é, na verdade, um membro da família Basellaceae e não da família dos espinafres. Os nomes comuns incluem espinafre de videira, espinafre de Malabar, espinafre de búfalo e outros.

Os espinafres do Ceilão são ricos em vitaminas A, C, cálcio e ferro. Pode ser consumido cru, em saladas, ou pode ser utilizado como substituto dos espinafres em sopas e guisados. 

33. Crosnes

Cruzamento japonês

O crosnes é um pequeno tubérculo vegetal originário do Japão e da China. As crósnicas também são vulgarmente conhecidas como alcachofra japonesa, alcachofra chinesa, chorogi e raiz de nó.

Acredita-se que o vegetal tenha propriedades afrodisíacas e era servido como uma iguaria aos imperadores chineses. 

Qual é o seu C-Veggie preferido?

Da doçura de noz da raiz de aipo ao sabor amargo dos brócolos chineses, há um vegetal C para todos os paladares. 

A equipa C: Então, qual é o seu vegetal C preferido? É o sabor reconfortante e saudável das couves-galegas ou a delicada crocância das verduras de crisântemo? 

Seja qual for a sua preferência, todos estes vegetais são uma óptima forma de acrescentar variedade e nutrição à sua dieta. Por isso, porque não experimentar algo novo e descobrir o seu próximo vegetal C preferido?