Saltar para o conteúdo

Porque é que o mel cristaliza? Isso é normal?

Porque é que o mel cristaliza? Isso é uma coisa normal

Sharing is caring!

Utilizar o mel como adoçante nos seus pratos favoritos boba ou bubble teaO mel é a melhor coisa que pode fazer para adoçar a sua bebida ou qualquer outra bebida que precise de ser adoçada. Quando se pode escolher entre o mel e outros adoçantes como o açúcar ou adoçantes artificiais, é sempre melhor escolher o mel.

O mel é uma combinação perfeita de açúcares naturais e água, também conhecido cientificamente como solução supersaturada produzido pelas abelhas em colmeias. É rico em nutrientes e pode fornecer-lhe numerosos benefícios para a saúde se o consumir regularmente.

No entanto, a maioria de nós gosta de consumir mel na estado líquido e o problema é que quase todos os tipo de mel vira duro após um curto período de tempo, ou seja, o mel cristalizou.

A partir daí, surgem muitas perguntas: "Porque é que o mel cristaliza?", "O mel verdadeiro cristaliza?". "Porque é que o meu mel é granulado?", "Como evitar que o mel cristalize?", e muitas outras.

Neste artigo, tentarei responder ao maior número possível de perguntas para que compreenda a essência do mel e o que este processo de cristalização de mel realmente significa.

Por isso, fique atento para descobrir!

Resposta rápida: Porque é que o mel cristaliza?

O mel cristaliza porque contém simples açúcar chamado glicose. A glicose tem baixa solubilidade e isso faz com que ela forme pequenos cristais que criam a textura granulada do mel.

Outra razão para a cristalização é o facto de o mel conter pequenas partículas de cola de abelha, cera de abelha e pólen que aceleram ainda mais esse processo natural.

O que faz com que o mel cristalize?

mel cristalizado num prato branco

Então, porque é que o mel cristaliza e o que é que faz com que o mel cristalize? Em primeiro lugar, como já referi na introdução, segundo os cientistas, o mel é uma solução supersaturada. O mel é formado por água e açúcares naturaise a água é exatamente o que faz mel líquido.

Mas existe água suficiente para manter o mel nessa forma líquida? Não, normalmente não há água suficiente, embora isso dependa efetivamente do tipo de mel. Alguns tipos de mel contêm mais água do que outros, pelo que se mantêm no estado líquido durante mais tempo.

Para além da água, existem também os açúcares naturais já mencionados. No que diz respeito ao mel, existem dois tipos principais de açúcar: glicose e frutose. Frutose e glicose são tipos muito semelhantes de açúcares porque ambos são solteiros açúcares e as formas mais simples de hidratos de carbono.

Mas há algumas diferenças e uma delas é importante para o tema de hoje. E isso é o facto de que glicose tem uma solubilidade muito menor do que frutose. Isto significa que pode cristalizar-se muito facilmente.

Nesse processo natural de cristalização, a glucose separa-se da água e forma pequenos cristais que fazem com que o seu adoçante favorito se torne granulado.

Saliento também que existem diferentes proporções de glucose nos diferentes tipos de mel. Quanto maior for o rácio de glucose, maior é a probabilidade de o seu o mel cristaliza rapidamente.

Também direi que, eventualmente, todos os tipos de mel natural cristalizará. E quando isso acontece, em alguns tipos forma cristalina será bom e pequeno e terá creme de melou seja, o seu mel atingirá um textura cremosa.

Outros terão cristais grandes e granulosos, ou seja, o mel terá uma textura granulosa. Isto depende totalmente do tipo de mel, ou seja, do tipo de néctar que as abelhas utilizaram para produzir esse mesmo mel.

O que fazer quando o mel cristaliza?

mel cristalizado em galã

Na minha opinião, não se deve fazer nada de significativo quando o mel cristaliza. Digo isto porque o processo de cristalização é um processo processo natural e todos os verdadeiros e mel natural tem de passar por isso. A única questão real é saber quando é que isso vai acontecer.

Para além da água e glicose o período de tempo em que o mel cristaliza também depende de pequenas partículas de cola de abelha, cera de abelha, e especialmente pedaços de pólen. Estes elementos na solução de mel criam um ótimo ambiente para a cristalização da glucose.

Por conseguinte, quanto mais estes elementos estiverem presentes no mel, mais rapidamente o mel cristalizará.

E porque é que isso é importante? Bem, é importante porque estes elementos são muito saudáveis e fazem parte de todo o verdadeiro mel cru. Assim, pode facilmente concluir que se o seu mel cristalizar, é um sinal claro de que é verdadeiro e natural.

A textura será um pouco granulosa, mas estará longe de ser um favo de mel, por exemplo, mas manterá o sabor do favo de mel ao mesmo tempo.

Ao mesmo tempo, saberá que o seu mel é bom e poderá adicioná-lo livremente às suas receitas favoritas. chá de leite com mel ou qualquer outro chá.

Se não gosta mesmo da textura granulosa do mel cristalizado, existem certas soluções para a descristalização quando o mel cristaliza. E também pode manter o seu mel líquido durante algum tempo. Para saber como o conseguir, recomendo-lhe que continue a ler.

Como manter o mel fluido?

mel de salva

Há certas maneiras de evitar que o mel cristalize durante mais tempo. Começarei pelo tipo de mel. É preciso saber que alguns tipos de mel tendem a endurecer mais rapidamente do que outros.

Se o seu objetivo é manter o seu mel numa estado líquido para o máximo que puder, então é melhor comprar um tipo de mel que contém mais frutose do que glicose.

Tipos de mel que são mais elevados em frutose incluem sálvia, acácia e tupelo mel. Evite o mel de trevo, alfazema e dente-de-leão porque têm um teor muito mais elevado de glucose e, por essa razão, tendem a cristalizar muito mais rapidamente.

Outro fator a que deve estar atento é a quantidade de pólen presente no mel.

É preciso ter em conta que o pólen é a parte principal do mel natural e fornece-lhe algumas benefícios para a saúde. Mas também tem de saber que quanto mais pólen houver no mel, mais rapidamente o mel cristalizará.

E o último fator que deve ter em consideração é a temperatura. Se o seu objetivo é manter o mel no estado líquido o mais possível e se comprar um tipo de mel que cristaliza mais lentamente, não significa nada se colocar o seu frasco de mel no frigorífico imediatamente.

Isto significa que temperaturas mais frias tendem a acelerar o processo de cristalização. No entanto, também não é uma boa ideia colocar o frasco de vidro com mel num local com uma temperatura muito elevada. Assim, a solução está algures no meio, ou seja, em temperatura ambiente.

Em suma, compre um tipo de mel natural cru com maior teor de frutose e menor teor de pólen, guarde-o num frasco de vidro e guarde-o à temperatura ambiente, onde o seu prazo de validade é praticamente infinito e onde não cristaliza tão rapidamente.

Como descristalizar o mel?

mel numa tigela com água

Existem várias maneiras de descristalizar o mel. No que respeita a este processo, a chave reside na temperatura, o que é bastante lógico, uma vez que o mel tende a cristalizar a temperaturas mais baixas.

Assim, se quiser fazer o contrário, ou seja, descristalizar o seu ouro adoçanteSe não for possível, é necessário expô-lo a temperaturas mais elevadas. É claro que não se pode fazer isso como se quer, mas é preciso saber como fazê-lo corretamente.

Na minha opinião, e de acordo com muitos apicultores e outros especialistas, o melhor é utilizar o chamado método do banho de água quente. Tudo o que é necessário é uma torneira de cozinha e uma tigela. Deixarás água morna correr para essa tigela e colocar o seu frasco de vidro com mel nele.

Deixa-se correr até 3/4 da frasco de vidro está debaixo de água. Depois de o fazer, mexe o mel com uma colher de chá.

Não se esqueça de mexer suavemente e continuamente até que o processo de recristalização se inicie. Em média, demora cerca de meia hora até que o mel atinja o seu ponto de referência. estado líquido.

E só mais uma coisa. Evite soluções rápidas quando se trata de descristalizar o mel. Não utilizar água a ferver ou micro-ondas para o fazer, porque as temperaturas muito elevadas podem destruir a enzimas e nutrientes do seu mel, bem como o seu perfil de sabor.

FAQs

mel cristalizado com uma colher de pau

É seguro comer mel cristalizado?

Quando o mel cristaliza, não há qualquer problema em consumi-lo. O processo de cristalização não é mais do que o processo natural de cada mel verdadeiro provocado pela glicose e pelo pólen que se encontram no seu interior.
Algumas pessoas gostam dele neste estado granuloso porque o podem barrar facilmente nos seus bagels. Mas há pessoas que não são fãs do mel cristalizado. De qualquer forma, o consumo de mel cristalizado não lhe fará mal nenhum e também não produzirá efeitos secundários.

Qual é a melhor forma de armazenar o mel?

Manter o mel num recipiente devidamente fechado, no qual foi comprado, à temperatura ambiente é a melhor opção.
Desta forma, não estará exposto à humidade e a uma potencial deterioração, embora seja muito difícil que o mel se estrague devido ao elevado teor de água que o protege das bactérias nocivas.
Guardá-lo num frasco de vidro também é uma boa ideia. Só tem de se certificar de que tanto o frasco de vidro como o recipiente, devidamente fechados, são guardados numa área sem luz solar direta e com uma temperatura ambiente média.
Além disso, evite armazenar o mel num recipiente de metal ou plástico, pois esse material pode causar oxidação.

Utilização de mel cru cristalizado

Este doce líquido dourado que provém dos favos de mel é adorado por muitas pessoas e é também utilizado em muitas receitas de mel por inúmeros chefes de cozinha em todo o mundo. A maioria de nós gosta dele em estado líquido, mas todos os tipos de mel natural tendem a cristalizar.Porque é que o mel cristaliza, porque é que isso não é assim tão mau e como mantê-lo fluido são todas as perguntas respondidas neste artigo e que o ajudarão a compreender melhor o próprio mel e como o manusear corretamente.