Saltar para o conteúdo

O Sriracha estraga-se? Prazo de validade do molho mais picante

O Sriracha estraga-se? Prazo de validade do molho mais picante

Sharing is caring!

Não é preciso ser fã de alimentos quentes e picantes para adorar um molho picante como o Sriracha. A combinação de sabores doces e picantes com um nível de calor percetível pode fazer sobressair o melhor de quase todos os pratos. 

Sou fã da cozinha mexicana e utilizo-o muito e tenho sempre alguns frascos na cozinha. 

Na maioria dos casos, essas garrafas ficam vazias ao fim de poucos dias, mas por vezes ainda restam uma ou duas garrafas. 

A questão da deterioração surge então porque cada garrafa deste incrível molho é valiosa.  

Então, o Sriracha estraga-se? Bem, a sriracha pode estragar-se, mas felizmente isso não acontece muito facilmente. 

Se continuar a ler, descobrirá do que estou a falar. 

Sriracha e estragos

molho sriracha numa tigela

A Sriracha pode estragar-se, mas o melhor é que, de todos os tipos de molhos, é o mais estável. Por isso, se comprar um pacote de sriracha e não o utilizar durante muito tempo, terá mesmo de fazer movimentos errados para que se estrague. 

A principal razão para isso são os ingredientes do molho. Nomeadamente, os dois ingredientes principais são o vinagre e a malagueta. O vinagre é conhecido como um ingrediente natural para a conservação de alimentos e ajuda a manter os alimentos enlatados e em frascos seguros para consumo durante muito tempo. 

Por outro lado, as pimentas picantes também são muito estáveis devido à presença do composto natural conhecido como capsaicina, que lhe confere um sabor picante reconhecível. 

Outros ingredientes que contribuem para este facto incluem o sal e o açúcar, bem como alguns aditivos que também são muito importantes para o prazo de validade do molho sriracha. 

E depois há o nível de pH, que é relativamente baixo na sriracha, e que ajuda a inibir o crescimento de bactérias e microrganismos que podem causar deterioração. (1)

No entanto, outros factores como a embalagem, a contaminação potencial e as condições de armazenamento também desempenham um papel importante e podem contribuir potencialmente para a deterioração se não for manuseado e armazenado corretamente. 

Por isso, antes de explicar as melhores práticas de armazenamento, vou passar brevemente em revista alguns sinais de potencial deterioração a que deve estar atento. 

Veja também como é feita a sriracha. 

Sriracha

Como saber se o Sriracha é mau?

Uma vez que o Sriracha contém ingredientes que são óptimos para conservar os alimentos, não se estraga da forma tradicional, ou seja, de uma forma que o deixará realmente doente devido a bactérias nocivas, mas existem algumas sinais de deterioração a procurar. 

1. Aspeto do bolor: É muito raro que o bolor se desenvolva na Sriracha, mas pode acontecer, por isso é importante ter cuidado. Se vir pequenos pontos cinzentos, esverdeados ou pretos na sua Sriracha, é melhor deitá-la fora. 

 2. Alterações de textura: Preste atenção a quaisquer alterações na textura do molho sriracha. O molho estragado pode desenvolver uma consistência espessa, viscosa ou grumosa. 

A separação de líquidos e sólidos, ou a presença de bolor na superfície, também é um sinal de deterioração. O molho sriracha fresco deve ter uma textura suave e uniforme.

3. Mau cheiro: O molho Sriracha tem normalmente um aroma pungente e picante devido à presença de pimentos e alho. Se o molho desenvolver um odor estranho, como um cheiro azedo, podre ou fermentado, é uma forte indicação de deterioração. 

A presença de odores desagradáveis ou desagradáveis sugere o crescimento de microrganismos causadores de deterioração.

4. Produção de gás: Em alguns casos, o molho sriracha estragado pode produzir gás devido à fermentação dos açúcares presentes no molho. 

Se notar quaisquer sinais de inchaço ou formação de gás no recipiente, ou uma sensação de "efervescência" ao abrir a garrafa, isso sugere que o molho sofreu fermentação e já não é seguro para consumo.

5. Sabor invulgar: Se não notar nenhum destes sinais, é muito provável que a sua sriracha ainda esteja boa para consumo. No entanto, se quiser ter 100% de certeza, não é má ideia prová-la só um bocadinho. 

Uma boa sriracha tem um sabor distinto, picante e apimentado. Se notar quaisquer alterações significativas no sabor, como um sabor azedo ou amargo, pode indicar deterioração.

Mais uma nota. A Sriracha muda de cor com o tempo, mas uma cor diferente não indica deterioração. É apenas o processo natural em que as pimentas se tornam mais escuras e um pouco mais picantes.  

Quanto tempo dura realmente?

molho sriracha numa colher

A única coisa que é certa é o facto de a Sriracha ter um prazo de validade muito longo, claro, se for manuseada e armazenada corretamente. 

Quando se compra uma garrafa de sriracha, esta mantém-se boa na despensa durante alguns anos. No entanto, muitas pessoas tendem a preocupar-se com a "data de validade" no rótulo. 

Na verdade, é o "prazo de validade" que indica a altura em que o produto mantém a sua melhor qualidade. Assim, mesmo que permaneça na despensa 2 a 3 anos após essa data, continuará a ser seguro para consumo. 

No entanto, depois de abrir a garrafa, é melhor consumi-la no prazo de 5 a 7 meses, se estiver a planear deixá-la na despensa. Isto não significa que ficará doente após esse período, mas é provável que a qualidade se deteriore rapidamente. 

Felizmente, existe também uma solução se quiser prolongar esse período de tempo. Pode colocar uma garrafa aberta de sriracha no frigorífico e ela manter-se-á boa até um ano. 

Como armazená-lo corretamente?

O Sriracha não estragam-se tão depressa como o molhomas é certamente importante saber como armazená-lo corretamente.  

Por isso, se estiver a lidar com um frasco fechado de sriracha, é melhor guardá-lo num local fresco e seco, longe da luz solar direta e de fontes de calor. 

As flutuações de temperatura podem degradar a qualidade do molho, pelo que é essencial evitar armazená-lo em áreas propensas a temperaturas extremas, como perto de um forno ou fogão. 

Por fim, certifique-se de que a tampa do frasco de sriracha está bem fechada para evitar a entrada de ar e humidade, o que pode acelerar a deterioração.

Depois de abrir a garrafa, também pode seguir estas instruções, mas tem de saber que a qualidade do molho se vai deteriorar mais rapidamente. A minha recomendação é que o guarde no frigorífico. 

Pode simplesmente colocar a garrafa no frigorífico e certificar-se de que está bem fechada. Mas é ainda melhor transferi-lo para um recipiente hermético mais pequeno se ainda houver muito espaço na garrafa. 

Ou seja, se houver uma quantidade significativa de espaço vazio na garrafa depois de aberta, há também uma quantidade significativa de oxigénio. E o oxigénio pode degradar a qualidade do molho. 

Por fim, certifique-se de que o recipiente está bem fechado para evitar a entrada de humidade e rotule o recipiente com a data de abertura. Isto ajudá-lo-á a controlar o prazo de validade e a evitar o consumo de molho fora de prazo. 

Pode ser congelado para um armazenamento mais longo?

Embora tecnicamente se possa colocar a sriracha no congelador, não o recomendo. 

A razão é que não haverá alterações significativas no seu prazo de validade e a qualidade pode degradar-se facilmente no congelador. 

A água contida no molho pode cristalizar, dando origem a uma textura aquosa ou granulosa quando descongelado. Após a descongelação, o molho pode tornar-se mais fino e perder a sua consistência original.

Há também perda de sabor, ou seja, o processo de congelamento pode fazer com que os sabores se tornem menos vibrantes, resultando num sabor mais suave em comparação com o sabor de um molho fresco.

Finalmente, também pode causar alguns danos. Congelar o molho Sriracha na sua garrafa original pode representar um risco de o recipiente rachar ou partir devido à expansão do líquido à medida que congela, especialmente se a garrafa for feita de vidro. 

Com base em todas estas informações, a congelação não é definitivamente uma opção adequada. 

Conclusão

Então, a sriracha estraga-se? Certamente que sim, mas se a manusear e armazenar corretamente, pode manter a sua qualidade durante anos devido à conservação e aos ingredientes estáveis. 

Gosta de ambientes frescos e secos e não é fã de calor e humidade elevados, pelo que é necessário ter isso em conta ao ajustar as condições de armazenamento. 

Fontes: 

1. Biblioteca Nacional de Medicina (2020), Resposta dos microrganismos ao pH ácido, acedido em 2 de junho de 2023